jusbrasil.com.br
23 de Outubro de 2021

“Toda boa ditadura é precedida de desarmamento”, diz Bolsonaro

Direito Todo Dia, Advogado
Publicado por Direito Todo Dia
há 2 anos

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que o seu governo vai facilitar a vida de quem quiser ter armas em casa mesmo se os seus decretos perderem a validade. “Toda boa ditadura é precedida do desarmamento. Você vê: o povo venezuelano não tem como reagir. Se tivesse, não estaria acontecendo tudo isso que está acontecendo lá”, afirmou.

Armar o povo

Questionado se o governo possui um plano B caso o Congresso derrube os decretos, ele disse que não, mas que sob o seu comando a Polícia Federal vai atuar para facilitar o porte de armas.

“Não tem plano B. Olha só, a PF aqui está sob meu comando, eu sou presidente do Brasil. O grande reclamo do pessoal no passado era comprovação da efetiva necessidade. Eu, como presidente, isso vai ser atenuado porque eu vou determinar junto ao ministro Sérgio Moro [Justiça] que tem a PF abaixo dele para a gente. Não é driblar, é não dificultar quem quer que queira ter arma em casa”, afirmou.

Em evento com a presença de ruralistas no Palácio do Planalto nesta terça, Bolsonaro fez um novo apelo para que parlamentares “não deixem os decretos morrerem”. “Não deixem esses dois decretos morrerem na Câmara ou no Senado. A nossa vida é muito importante. Vocês sabem o quanto é difícil produzir nesse País, e a segurança tem que estar acima de tudo”, afirmou.

Mais itens:

3 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Louco pra da armas a milicia. continuar lendo

Louco pra "dar" armas você quis dizer?!
Só não entendi sua colocação: então as milicias não possuem armas ... é isto?
E Jair Bolsonaro quer armar o cidadão de bem pra se defender de quem então? continuar lendo

Exemplo mais recente: Venezuela.... onde os cidadãos de bem, armados apenas com pedras, lutavam contra o exercito armado de Maduro!Interessante que Jair Bolsonaro é chamado de ditador, mas quem desarmou o cidadão de bem foi luiz inacio da silva, que aspirava se tornar o ditador da "Patria Grande" continuar lendo